anjinhos

sábado, 5 de novembro de 2011

ANJOS EM MINHA VIDA - Uma Visão Diferenciada. (Lorna Byrne).

V. tem um Anjo Guardião! Ele o acompanha sempre, desde a tessitura de seu corpo físico!
(Clic): "O Anjo da Guarda de seu nascimento". (Monica Buonfiglio).
(Veja tb.): 'OS ANJOS GUARDIÕES'.
E "Para quem sabe que nada sabe":
anjosensinosluz.blogspot.com -/

Amplie o seu conhecimento: O macrocosmo e o microcosmo humano refletem um só Todo. E, por isso, Hermes Trismegistos já afirmava: "Assim como em cima, é embaixo"...
(Clic): 100 milhões de anos-luz da Terra.

Astrologia & Psicologia: "Nascemos e existimos no Espírito universal; participamos da mesma vida e formamos no espaço infinito um só corpo cósmico". (Oscar Quiroga).
(Clic): Astrologia Real (Quiroga).

V. sabia? O Tempo influi em nosso humor; e a Lua afeta a natureza e todos os seres vivos?! (Clic): Lua Cheia de Buda. (Quiroga).
Festa de Wesak na Lua Cheia. 2011. (Izabella).
(Clic): Qual a fase da Lua hoje?
V. quer vir à praia em Rio das Ostras? Veja:
Meteorologia: Tempo em Rio das Ostras/R.J.
Localização (clic): Rio das Ostras e Arredores.
Introdução: Bem, não sei se aprendemos o "jeitinho brasileiro" com os anjos; afinal, por incrível que nos pareça há fortes indícios de que, (acredita?!) são até mais inteligentes...

Eles sempre vêem um jeito de chegar às nossas mãos algo de real valor, através de livros e maneiras imprevistas, sobre o trabalho angélico e seu “modus operandi” (desculpe, copiei de Jung) -, o modo de agir e atuar em nossas vidas – o que ocorre desde o momento em que adentramos a veste física humana.

Agora, veja: circunstâncias inesperadas me propiciaram vir à Florianópolis. E já no vôo de Rio para S. Paulo, onde aguardaria o avião para “Floripa”, aconteceu certo encontro marcado por "coincidências significativas", às quais aprendi a estar atento porque sinalizam a presença dos anjos da Sincronicidade...

E logo ao chegar a moradia de minhas irmãs, aqui residentes, uma delas me trouxe a obra "Anjos em Minha Vida", que eu desconhecia. Ao folhear o livro, porém me encantei com as vivências incríveis experienciadas por Lorna Byrne, que desde bebê não só via como podia comunicar-se diretamente com os anjos.

Mas só após 56 anos de idade, ela se dispôs a compartilhar suas vivências, em primeira mão, como os anjos de fato são e agem, ora como criancinhas brincalhonas, ora na forma humana adulta, adequando-se para nos dar preciosos ensinos, orientação e proteção, desde bebês.

E por reconhecer essa visão diferenciada de Lorna Byrne, sobre esse papel dos anjos, passo agora a partilhá-la aqui, desde Florianópolis, antes mesmo de retornar a Rio das Ostras... Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).

UM OLHAR DIFERENTE – (Lorna Byrne).
“Eu era bebezinho quando minha mãe observou que eu parecia estar num mundo próprio, só meu. Consigo me lembrar de ver, do berço, minha mãe se debruçando sobre mim”...

Em volta dela apareciam seres brilhantes, reluzentes, de todas as cores do arco-íris. Eram muito maiores do que eu, porém menores do que e ela – tinham o tamanho de uma criança de 3 anos.

Essas belas criaturas flutuavam no ar como plumas e me fascinavam. Eu tentava tocá-las, sem conseguir. Naquela época, eu não sabia que estava vendo algo que as outras pessoas não viam. E só muito mais tarde fui aprender que essas criaturas eram chamadas de anjos.

Com o passar dos meses, minha mãe notou que, por mais que se esforçasse para atrair minha atenção, eu sempre olhava fixamente para outro lugar: estava distante dali com os anjos, observando o que faziam, conversando e brincando com eles.

Comecei a falar um pouco tarde, mas desde muito cedo já me comunicava com os anjos. Às vezes usávamos palavras que todos conhecem; outras vezes não era necessário, pois líamos os pensamentos um do outro.

Eu achava que todo mundo via o mesmo que eu, mas os anjos me disseram para não contar a ninguém que eu podia vê-los.

“Seria um segredo nosso. De fato, durante muitos anos segui a recomendação deles e jamais comentei o que via. E agora, ao escrever este livro, estou falando pela primeira vez do que vi e vejo”...
[Cf. 'Anjos em Minha Vida’, cap.1 (p. 7/8). Lorna Byrne. Sextante].

Nenhum comentário:

Postar um comentário