anjinhos

terça-feira, 12 de julho de 2011

A DANÇA DA VIDA. (Ken Carey).


Anjo Guardião: V. já sabe qual é o seu anjo? (Clic): "Descubra seu anjo pelo mês de nascimento". (Monica Buonfiglio). Veja tb:“Conheça o Seu Anjo da Guarda".

Intróito: Ken Carey iniciou contato com uma fonte angélica no final de 70. Durante o fluxo dessas transmissões, sentia uma paz que não sabia explicar, um senso de bem-estar mais profundo que jamais ele tinha sentido. “De uma forma estranha, era como se eu estivesse me lembrando de coisas e não que elas estivessem sendo relatadas”...

Sentindo que precisava de tranqüilidade para registrar tudo o que estava recebendo, pediu à sua mulher, Sherry: “Se aparecerem amigos ou vizinhos, diga-lhes que venham outro dia. Preciso ficar isolado enquanto este processo, não se completar”.

Naquela noite, uma tempestade de neve cobriu o chão da floresta em torno da moradia. Pela manhã, ao olhar pela janela, viu que ao longo dos mil e quinhentos metros de estrada de terra que levavam à sua casa, mais de cem pinheirinhos, curvados debaixo do peso da neve. Na época, eles não tinham eletricidade, televisão, nem mesmo rádio. As árvores carregadas de neve impediam qualquer acesso ao mundo exterior – e permaneceram assim até o final das transmissões. E mais tarde, ele destacou:
“Este livro é dedicado à vida consciente, e agradece especialmente àquele aspecto da Vida que muitos vieram a considerar como.’O Espírito da Floresta de Greenwood’. Meu profundo agradecimento àquelas árvores gentis e protetoras, cujos galhos carregados de neve dobravam protetoramente por sobre os caminhos de nossa floresta, oferecendo ao autor onze dias mágicos de silêncio e comunhão”.

Para quem já experienciou sinais e genuína comunicação angélica, àquela recebida por Ken Carey evidencia uma forma telepática mais além daquela dos extraterrestres. Desconheço que, fora os anjos, possam atuar sobre as forças da natureza. Abra, pois mente e coração para sua alma ver e sentir o conteúdo dessas transmissões...
Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).

‘A DANÇA DA VIDA' - ('Transmissões da Estrela-Semente’. Ken Carey).
“Eu sou um ser-espírito dos campos eternos da luz”, dizia. “Eu sou você como você permanece além da ilusão material, como você era, como será, como é agora, antes e depois do encanto da matéria”.

“Quando era criança sua prisão conceptual não estava ainda inteiramente definida; e você tinha a capacidade de entrar no mundo do Ser eterno. [Mas], como filho desperto de Deus, você estará novamente apto a acelerar ou reduzir a passagem do tempo, parar as gotas de chuva que correm pelo vidro da janela ou até mesmo a guerra no Oriente Médio”.

Com a consciência da eternidade, em cada momento, com seus sistemas [autônomos] involuntários de análise de dados fornecendo relatórios infalíveis milhares de vezes por segundo, você terá amplo tempo para avaliar corretamente todos os fatores à hora que qualquer circunstância se apresente a você.

Você determinará o curso ideal de ação com a facilidade e a graça de um bailarino. Sempre escolherá o caminho de resposta ideal, não porque lhe falte livre-arbítrio, mas porque o caminho escolhido representa para você o caminho de menor resistência e de maior realização.

Você não usará mais o seu livre-arbítrio para cometer enganos desnecessários, mas sim para encontrar o papel que lhe cabe para atuar mais criativamente no Todo. Ao optar por cumprir a vontade de Deus, você descobrirá a única liberdade verdadeira. Sua capacidade de atuar chegará à perfeição do seu potencial e você não terá dificuldade para corrigir a desarmonia de sua situação histórica.
Vivendo nesse estado de graça, você atuará como se fosse um computador, monitorando as variáveis de qualquer situação, determinando o padrão comportamental ideal, explorando, ajustando para novos dados, repetidamente, muitas vezes por segundo. Todos os dados pertinentes a uma situação serão automaticamente processados em nível [do] inconsciente.

Você, intencionalmente, sempre estará cônscio do curso de ação que usará plenamente o potencial disponível para todos os fatores da situação. Seu mecanismo interior de controle, tendo voltado ao impulso direcional da Vida, cuidará disso inconscientemente [ou melhor, através do seu inconsciente]. Será tão simples e tão natural como respirar. Confiar no projeto que Deus já incorporou ao seu corpo físico é a chave para esse novo tipo de função.

Você consegue imaginar que confusão seria se lhe fosse solicitado assumir a responsabilidade consciente de todos os sistemas autônomos de seu corpo? Num certo sentido, é isso que você está fazendo quando se sobrepõe aos seus sistemas autônomos de processamento informativos [intuitivos], em deferência a um processo de pensamento racional.

Historicamente, sua mente tem estado preocupada com uma sobrecarga de influxo sensorial que nunca foi projetado para ser processado conscientemente. Sua função consciente pertence a outro mundo, ao mundo de criação espontânea, de dança, de música e de prazer. Porque é isso que você começa a fazer quando a sua confiança no impulso de Vida é restabelecida outra vez; você começa a dançar – ao som da música de sua alma...

Existem sete canais vibratórios principais mantidos no corpo vibratório geral do Ser Planetário. Em cada um desses sete canais principais há sete subcanais. A execução consciente de suas responsabilidades criadoras no projeto geral ocorrerá num ou noutro destes [sete] canais principais.

A descoberta do nível dentro do Ser Planetário para o qual foi projetado seu funcionamento não ocorre por conceptualização. Virá através de sensibilidade interna a sentimentos, vibrações e ritmos planetários. Uma vez sintonizado com esses ritmos, verá que os deveres funcionais para os quais foi chamado são justamente as coisas que você mais deseja fazer.

Não estando mais preso a falsas responsabilidades nascidas do temor e da vinculação aos padrões passados, você tomará em suas mãos os instrumentos do seu ofício e se deleitará na implementação criadora da vontade de Deus. À medida que o trabalho segue essa nova forma, cada qual está ouvindo as diferentes notas de sua própria obrigação funcional, e, na dança, estará realizando sua obrigação particular.
Em cada um dos [sete] canais principais, todas as melodias terão o mesmo ritmo e as mesmas notas básicas, e cada canal estará em relacionamento harmônico com todos os outros. Por todo o planeta, melodias alegres estarão sendo ouvidas, perfeitamente sincronizadas entre si, tocando juntas uma perfeita sinfonia, numa orquestração maravilhosamente equilibrada. É a canção de amor do Criador, ao planeta Terra.

Nesse estado de graça, você não mais será compelido pelos ditames estreitos de suas interpretações racionais. Não será mais prisioneiro dentro da estrutura de suas concepções. Você estará livre para fluir, em alegre e rítmica oscilação, entre a sua realidade como uma totalidade imanifesta de Deus e a sua realidade como uma projeção funcional específica Dele na forma.

Ligando-se diretamente aos sistemas informativos do Ser eterno, sua espécie conduzirá a Terra a uma era de bênçãos e prosperidade além da imaginação.
A matriz do seu verdadeiro trabalho aqui na Terra já existe dentro de você. Você não precisa receber instruções de qualquer origem externa, nem através deste livro, nem de qualquer livro antigo, nem de qualquer pessoa, objeto ou evento. É possível, às vezes, que essas coisas possam ajudar, mas a sua primeira tarefa é despertar o Cristo vivo em seu coração.

Essa é a sua verdadeira identidade. Expresse Deus em tudo o que você é; jogue fora as muletas que vinham amparando-o em seus tropeços através da história. Você é o meio pelo qual Deus ama a Criação. É o receptáculo da emergência das energias catalíticas no último estágio do processo criador.

Vocês são os sacerdotes e as sacerdotisas, investidos da autoridade de celebrar a única Missa verdadeira [‘missa’ vem de messe, colheita] – a Missa Cósmica do Mundo, no qual a matéria é elevada com amor à presença de Deus, e nutrida com o poder e com a vida do Espírito.
Portanto, filho da Luz, atente para a sua própria importância, não como identidade individual do ego, mas como ingrediente crítico na estrutura de toda a Criação. As coisas que faz hoje, as coisas que fará amanhã, as coisas que fará na próxima semana, têm um significado muito maior do que possa imaginar. Esteja cônscio daquilo que faz, pois você é a semente, a origem de muito que está por vir.

Pelas suas ações de hoje, vastos mundos podem ser criados e destruídos. Tal qual um telescópio que, dirigido a uma estrela distante, tem apenas que mover um milímetro no fulcro para mover, na outra ponta, muitos anos-luz, assim também você, posicionado no lugar do início, poderá causar muitos efeitos em futuros mundos ainda por nascer.
Esteja consciente disso. Esteja consciente de você mesmo. Esteja consciente de sua responsabilidade. A existência nesses mundos da forma é um grande privilégio, lindo demais para descrever, mas é também uma responsabilidade. Você deve começar a aceitar essa responsabilidade; caso contrário, sua liberdade continuará limitada como o é no presente.

Livre-se da estrutura da identidade passada; entregue aos guardas dos portões do Éden todas as suas definições do agora; largue seu inútil apego à realidade e venha juntar-se a nós na liberdade das estrelas.

A porta está aberta. Acabe com tudo que você tolamente pensa que sabe. Deixe de vez suas crenças, que são apenas agentes de separação. Espere somente aquilo que é, e veja sua plenitude em cada momento.

Um novo tempo está diante de suja espécie, um tempo de realização plenitude e aventura. Aceite esse tempo. Coloque-se nele. Dance ao ritmo de sua inevitabilidade. É o sopro de Vida e a cancão de Deus que lhe foram tirados há muito tempo.

A vida é agora. A vida existe neste momento do tempo, na Presença de Deus. Pensamentos orientados para o passado e para o futuro servem apenas para restringir e limitar a quantidade de corrente animadora que vitaliza a sua expressão.

Você não tem idéia da quantidade de energia que fluirá através de você quando tiver provado sua confiabilidade e limpado essas obstruções dos seus sistemas circulatórios. Pode você libertar-se das estruturas conceptuais orientadas para o passado e para o futuro que estão impedindo isto de ocorrer?

Você estará disposto a vir comigo, e juntar-se a mim numa viagem de aventura incrível? Venha, meu amigo, a porta está aberta. Deixe de lado o seu temor. Deixe de lado a sua razão. Deixe para trás o passado. E prepare-se para uma transformação.

Existem passos preparatórios à medida que os indivíduos se aproximam do ponto em que estão abertos à transformação. Mas a transformação em si não é um processo seqüencial. Não é um ritual complicado. Pode ocorrer num piscar de olhos. Envolve só um passo, uma decisão, um evento.

Quando ocorre, é simplesmente tão fácil como respirar, simples como um sorriso. De repente, você sabe; de repente, num nível de certeza que exclui qualquer sabedoria, você sabe. Seus olhos clareiam e vê pela primeira vez o que está do outro lado do muro da prisão; e você salta. Você se lança no desconhecido; vivo, alerta, cônscio pela primeira vez de quem você realmente é.

Quando estiver pronto para o primeiro pulo, você saberá. Não haverá outra opção. De repente, compreenderá que todos os seus temores, todos os seus problemas, todos os seus dilemas racionais foram apenas parte de um sonho, de uma ficção que você estava mantendo com a sua própria teimosia.

Identificando-se com o Ser [eterno] que está por trás de toda a Vida, compreende que a forma especial que você tem consciência de estar projetando no presente momento não é realmente quem você é. Quando começa a ver o seu corpo como um extraordinário instrumento exploratório, projetado para a expressão do ser Espírito, você começa a relaxar. Sua preocupação com a sobrevivência se desfaz. Não é o corpo que perde a importância; ocorre, isto sim, um fundamental deslocamento de identidade.
Você não é o seu corpo. Você não é o seu pensamento. Não é o que você sente, nem o seu papel, ou a sua experiência. Você é o próprio Espírito da vida, dançando no barro, deliciando-se na oportunidade gloriosa da encarnação, explorando os mundos da matéria, e abençoando a Terra e tudo o que nela existe.

O processo psicológico que inicia essa conscientização ocorre no momento presente. Você deve estar nele, inteiramente presente, para experimentá-lo. Não é difícil. Simplesmente esteja consciente daquilo que está fazendo. Se estiver cortando pão, não pense na sua sede. Se estiver escutando um amigo, não pense no que você dirá no momento seguinte. Se estiver fazendo uma refeição, não pense naquilo que irá fazer ao terminá-la, mas mostre à Terra o seu agradecimento, dando-lhe integral atenção.

Em qualquer atividade com que você se ocupe, esteja também presente integralmente em consciência. Isso o levará à Presença de Deus e lhe mostrará rapidamente quais as éreas de sua vida que mais necessitam de ajustamento. A pergunta não é quanto da Presença de Deus você pode trazer à sua vida, mas quanto de sua vida você pode trazer ao presente. A Presença de Deus está por toda parte. Você tem apenas de abraçá-la com a sua atenção, conscientemente.

Quando tiver aprendido a focalizar a sua atenção no momento presente, você poderá recorrer às suas faculdades intuitivas para obter direção. As fontes intuitivas são o elo direto com a totalidade do seu ser. Confie nelas; não falharão. Surgem involuntariamente das profundezas do seu ser, como a sua respiração. Elas o informam instantaneamente, em qualquer situação, sobre tudo o que você precisa saber. Com base na sabedoria infalível do seu Criador, elas indicam o padrão comportamental ideal disponível em cada circunstância. Não lhe darão ajuda para o futuro, nem para o passado. Mas será o seu guia valoroso para o momento presente.

É possível que, ao seguir esses impulsos intuitivos, vários de seus padrões comportamentais anteriores sejam rompidos, mas não pense duas vezes, deixe-os cair.
Prossiga com a fé de uma criança. Será muito melhor para você romper, por si próprio, os padrões de sua vida que agora estão fora de harmonia do que aguardar até que a crescente intensidade vibratória que envolve a atmosfera da Terra os rompa para você. A informação de que você precisa está no código da composição estrutural de cada célula de seu corpo. Entre em contato com ela.

O intervalo de hesitação que existe entre o seu impulso de Vida inicial e a sua eventual implementação ou rejeição pode parecer insignificante, mas, levando em consideração os muitos intervalos que existem no decorrer de um dia normal, e quanta energia humana coletiva é despejada nesses intervalos, é impressionante. É a brecha através da qual está sendo drenada a própria substância de vida de toda a sua espécie. Para fazer o trabalho que tem pela frente, você não pode permitir esse desperdício.

O seu condicionamento cultural convenceu-o de que, ao desviar sua atenção da consideração racional do passado precedente e da possibilidade futura, você estaria diminuindo sua capacidade de arcar com responsabilidades. Na verdade, esse desvio o libertará para o cumprimento das suas verdadeiras responsabilidades.

A sua responsabilidade é ser você mesmo, expressar a essência do seu Espírito mais íntimo, expressar o Senhor em forma na Terra. Para fazer isso, você deverá estar na Sua Presença. Olhe todos os acontecimentos de sua vida ao brilho da luz viva que jorra do Seu Ser. Tudo o que é verdadeiro na situação de sua vida permanecerá e tudo o que for irreal não existirá mais – tão fácil essa forma de resolver problemas!

No momento sua razão é por demais resistente, permeada demais por valores do ego, lenta demais e por demais aberta à manipulação, para poder resolver satisfatoriamente os seus problemas crescentemente complexos, pessoais ou globais.
Olhe a Luz de sua alma, a iluminação de seu próprio Espírito, para obter as respostas, e permita que tudo aquilo que não consiga se sustentar nessa Luz volte às trevas de onde veio.
Se um dia você se encontrar despertando subitamente como se tivesse experimentado o processo psicológico, mas sentir que ainda não está firmemente plantado na nova realidade, fique bem quieto durante esses dias de sua centralização. Não use os poderes que lhe foram dados de uma forma que chamaria atenção. O momento de ação virá em seu devido tempo. Você saberá com certeza quando ocorrer.

Enquanto isso, não restrinja intencionalmente o seu Espírito, mas faça suas coisas de leve, com um mínimo de envolvimento pessoal, mantendo-se centralizado no espírito interior vivo. À medida que adquirir segurança e firmeza em sua capacidade de se manter na Presença de Deus, você sentirá suprema realização em simplesmente fazer o que lhe é solicitado no momento.

Suas falsas identidades desaparecerão no estado de graça, permanecendo, durante o tempo de sua in-formação, uma identidade individual muito mais flexível e funcional do que a atual. Essa não será uma identidade exclusiva, que se sinta separada do restante de sua espécie, mas uma identidade cooperativa que entende a sua própria peculiaridade como um mecanismo através do qual pode servir ao Todo maior. [Ω]. [Cf. ‘Transmissões da Estrela-Semente’, p.65/73. Ken Carey. 1982. Cultrix].

2 comentários:

  1. Amo este livro"transmissões da estrela semente" e suas mensagens.
    Quando nos encontramos a paz e a unidade é total.
    Gostei muito de rever esta visão.
    Estou caminhando...
    Sinto que estamos juntos!
    Obrigado
    Abraços
    Antônio Carlos

    ResponderExcluir
  2. Grato, Antonio Carlos por seu comentário! Só hoje 25.05.17 ao rever essa postagem foi que tomei conhecimento... As 'Transmissões da Estrela-Semente' são muito especiais e só corações abertos tornam-se receptivos a elas, pois o ego humano e seu intelecto separatista tende a bloquear a percepção de nossas Almas... Sim, todos os que estão receptivos às radiações cósmicas que, nesse momento tão especial de transição planetária, vêm impelindo toda a humanidade para a frequência mais elevada planetária, estão recebendo a oportunidade de caminharem para o patamar mais amplo da Consciência Cósmica! Um grande e fraternal abraço. (Campos de Raphael).

    ResponderExcluir