anjinhos

sexta-feira, 13 de julho de 2012

A ORAÇÃO DOS ANJOS DE CURA – Lorna Byrne.


(*) N.B.: ® Lorna revela que a roupagem ou veste de um anjo, “sempre está relacionado ao que ele quer comunicar”. As figuras angélicas que ilustram nossos textos são meras composições artísticas; jamais devem ser mentalizadas. (Campos de Raphael).


[Hoje, 13 de julho, é um dos dias sob a proteção do anjo guardião do meu nascimento, Veuliah, um dos "anjos de cura", regidos pelo Arcanjo Raphael].
INTROITOS: 
    V. tem um Anjo Guardião! Ele o acompanha sempre, desde a tessitura de seu corpo físico! (Clic): "O Anjo da Guarda de seu nascimento". (Monica Buonfiglio). 
E "Para quem sabe que nada sabe": anjosensinosluz.blogspot.com -/ 
Amplie o seu conhecimento: O macrocosmo e o microcosmo humano refletem um só Todo. Por isso, Hermes Trismegistos disse: Assim como em cima, é embaixo... (Clic): 100 milhões de anos-luz da Terra.
Astrologia Real & Psicologia: "Nascemos e existimos no Espírito universal; participamos da mesma vida e formamos no espaço infinito um só corpo cósmico". (Oscar Quiroga).
V. sabia? O Tempo influi em nosso humor; e a Lua afeta a natureza e todos os seres vivos?!
Vídeos:
Processo de Autoconscientização. V. pode curar a si mesmo, e mudar sua vida!(Clic): Processo havaiano - Ho’oponopono.
E veja: 'O Homem Que Plantava Árvores' - História real. (Premiado e legendado).

V. quer vir à Rio das Ostras? Confira então o tempo:
A Oração dos Anjos de Cura - (Lorna Byrne).

"Certa noite estava me sentindo pesada e sobrecarregada. Fazia constantes orações, pedindo a Deus milagres para atender as pessoas que vinham a mim em busca de auxílio"...

Já era tarde, as crianças dormiam e eu me preparava para me deitar, enquanto Joe tomava um chá perto da lareira. Acendi o abajur sobre a penteadeira e me recostei na cama com os joelhos flexionados, as mãos no rosto, orando. Não sei quanto tempo se passou, quando ouvi chamar o meu nome. 

Mais radiante do que nunca, o Anjo Miguel estava do outro lado da cama, ao lado do abajur. Mas sua aparência era diferente. O jeito como o Anjo Miguel se veste está sempre relacionado ao que ele quer comunicar -, uma forma de me ajudar a compreender suas mensagens.

Naquela noite ele parecia um príncipe. Usava uma coroa dourada, um cinto dourado e preto, uma túnica branca e dourada que ia até a altura dos joelhos, e segurava um pergaminho. Seus cabelos iam até o ombro e moviam-se como se uma brisa estivesse soprando.

Calçava sandálias de tiras que se cruzavam até os joelhos e, sobre cada pé havia uma cruz de ouro. Seus lindos olhos [azuis] cor de safira brilhavam e ele exibia um sorriso celestial. Irradiava uma luz incrivelmente forte (*).


- Lorna, Deus ouve todas as suas preces – disse Miguel. – Pegue caneta e papel na gaveta. Tenho uma mensagem para você: uma oração de Deus.
Fiz o que Miguel pediu e, quando me sentei na cama com caneta e papel na mão, ele abriu o pergaminho e leu as palavras a seguir.

Oração dos Anjos de Cura.
(Enviada por Deus através de Miguel, Seu Arcanjo) 
Derramai, Anjos de Cura,
Vossa Hóstia Sagrada sobre mim
E sobre todos a quem amo.
Deixai-me sentir o raio de luz
Dos Anjos de Cura sobre mim,
A luz de Vossas Mãos Curadoras.
Permitirei que Vossa Cura se inicie,
Seja qual for a maneira por que Deus a conceda.
Amém.

Quando Miguel terminou de ler a oração, pedi que a lesse de novo só que mais devagar, pois tive dificuldade para anotar o texto. Achei a linguagem um pouco estranha. Não estava acostumada àquela forma de expressão. O Anjo Miguel sorriu, estendeu a mão e tocou a minha fronte.
 
- Escreva agora, Lorna.

Quando ele leu a oração de novo, não encontrei nenhum problema em transcrevê-la. As palavras que escrevi aqui são exatamente aquelas que me foram transmitidas.
- Dê essa oração a todos os que vierem vê-la. Ela foi enviada a você por Deus – disse Miguel.

Agradeci a Miguel e a Deus em meu nome e em nome de todos os que se beneficiariam com a oração. Miguel fez uma reverência com a cabeça e desapareceu. [Cf. ‘Anjos em Minha Vida’, p.236/7. Lorna Byrne. Sextante].
Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).

Nenhum comentário:

Postar um comentário